Intervenção Neuropsicológica

0

Desordens cerebrais frequentemente levam a mudanças no comportamento, na área social e interpessoal e a problemas de autorregulação ou autocontrole emocional.

No caso de transtornos como TDAH, Transtornos de Aprendizagem, Autismo, Deficiência Intelectual, dentre outras; a intervenção pode trazer benefícios significativos no desenvolvimento da criança. No acompanhamento de pacientes com desordens cerebrais, a intervenção neuropsicológica possibilita:

  • Promover estimulação de áreas cognitivas (atenção, memória, linguagem, etc);
  • Ajudar a superar problemas que afetam o funcionamento do dia-a-dia e promover novas aprendizagens;
  • Organizar rotinas e atividades diárias;
  • Processo através do qual o paciente trabalhe junto com o profissional e família no objetivo de atingir um nível máximo possível de bem-estar físico, psicológico e social.